Demitidos da Sifco decidem continuar vigília na porta da empresa

Os trabalhadores demitidos pela Sifco (atual Dana) decidiram em assembleia realizada na porta da empresa na madrugada desta terça-feira (25) continuar a vigília pacífica no local aguardando a decisão sobre o pagamento das verbas rescisórias.

Uma posição oficial da empresa está sendo aguardada ainda para esta terça-feira.

O Sindicato apoia os trabalhadores em vigília. A Polícia Militar esteve na portaria da empresa e conversou com os trabalhadores demitidos e dirigentes do Sindicato. Não houve incidentes.

Após a transferência de 80% dos trabalhadores para Dana Holding Corporation, a Sifco garantiu estabilidade, até o mês de março, aos 20% dos trabalhadores que permaneceram no seu quadro.

No início do mês de abril, esses trabalhadores foram demitidos, via correspondência, e tiveram suas verbas rescisórias parceladas em 30 vezes. A medida tomada pela Sifco não teve a concordância do Sindicato e também  gerou insatisfação nos demitidos.

Desde então, os companheiros, ao lado do Sindicato, vêm realizando reuniões para mudar o quadro. A proposta elaborada pelo Sindicato consiste no adiantamento do aluguel que a Dana paga para a Sifco, e esse montante seria revertido às rescisões dos trabalhadores demitidos.

A alternativa foi apresentada à direção da Dana, que pediu sete dias para apresentar um posicionamento. O prazo venceu na segunda-feira (24).

O presidente do Sindicato, Eliseu Silva Costa, e outros diretores, acompanham a vigília e aguardam um posicionamento da empresa.

“O nosso papel é permanecer firme nas negociações, representar as decisões dos trabalhadores e oferecer todo aparato jurídico”, disse Eliseu Silva Costa.

– See more at: http://www.sindicatometal.org.br/demitidos-da-sifco-continuam-vigilia-na-porta-da-empresa/#sthash.lNGBvIrZ.dpuf